IMPACTOS POSITIVOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR NA INFÂNCIA: REFLEXÃO PÓS-COVID 19

Anderson dos Santos Carvalho, Paulo Ricardo Silva de Carvalho, Antonio Marcos Maceno da Silva, Felipe Trindade Bueno, Pedro Pugliesi Abdalla, Jair Rodrigues Garcia Júnior

Resumo


A pandemia causada pela COVID-19 originou uma série de problemas para o ser humano que estão para além dos problemas de saúde, econômicos e sociais. O isolamento compulsório e o impedimento das aulas presenciais nas escolas públicas e privadas do mundo todo provocaram a privação dos estímulos para as práticas corporais nas aulas de Educação Física escolar, prejudicando aspectos cognitivos, psicomotores e sociais. Assim, o objetivo deste estudo foi refletir sobre os impactos positivos que as aulas de Educação Física escolar têm no desenvolvimento integral do aluno. Foi realizado um estudo de revisão narrativa e discursiva, com levantamento nas principais bases de periódicos, avaliação de elegibilidade e análise crítica do conteúdo. A Educação Física escolar é categorizada como um exercício físico, porque é planejada, organizada e sistematizada de acordo com as necessidades de cada ano escolar. Por isso, o professor pode utilizar dos seus conteúdos como conhecimento sobre o corpo, esportes, lutas, jogos, brincadeiras, expressão corporal, atividades rítmicas e expressivas, para auxiliar o aluno em sua educação e busca de emancipação. É notório que as intervenções pedagógicas auxiliam no desenvolvimento educativo, intelectual e social da criança, melhorando gradativamente todo o processo de maturação motora, psicológica, cognitiva e social. Dessa forma, pode-se concluir que a Educação Física no âmbito escolar é um meio que pode contribuir para o desenvolvimento do estudante e, consequentemente da sociedade, para que seja mais justa, crítica, social, humana e coletiva, por sua formação integral.

DOI: 10.36692/v13n3-10R


Palavras-chave


Atividade Física. Desenvolvimento Motor. Escola. Exercício Físico.

Referências


Organization WH. Coronavirus disease (COVID-2019) situation reports. 2020 [cited 2020]. Available from: https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/situation-reports/

Júnior PRG, Correia MS. Pandemia da COVID-19 e práticas de atividades físicas por estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental. Science and Knowledge in Focus. 2020;3(2):49-60.

Cardoso MA, Pereira FM, Afonso MdR, Junior ICdR. Educação física no ensino médio: desenvolvimento de conceitos e da aptidão física relacionados à saúde Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. 2014;28(1):147-61.

Carvalho AS, Abdalla PP, Mantovani AM, Cunha LA, Garcia Júnior JR, Silva NGF, et al. Perfil da Aptidão Física das Crianças da Homeschool - USA. Centro de Pesquisa Avançada em Qualidade de Vida - CPAQV. 2020;13(2):1-7.

Meredith MD, Welk GJ. Fitnessgram & activitygram test administration manual – Updated. 5th Edition. Dallas, Texas: The Cooper Institute for Aerobics Research; 2017.

Carvalho AS, Bohn L, Abdalla PP, Ramos NC, Borges FG, Mota J, et al. The Associations of Objectively Measured Physical Activity, Fundamental Motor Skills and Time in Sedentary Behavior in Children: A Cross-Sectional Study. Perceptual and Motor Skills. 2021;1(1):1-20.

Carvalho AS. Habilidades motoras fundamentais e níveis de atividade física em crianças: um estudo com escolares do ensino fundamenta. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo - USP; 2019.

Brasil MEC. Lei de Diretrizes e Bases para a Educação Nacional n. º 9.394/96. In: MEC/FAE, editor. Brasilía1996.

Magalhães JS, Kobal MC, Godoy RPd. Educação Física na Educação Infantil: uma parceria necessária. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte. 2007;6(3):43-52.

Menezes MNG. As contribuiéões da Educação Física escolar na formação do indivíduo. Paripiranga: Uniages; 2021.

Müller VR, Rodrigues PC. Reflexões de quem navega na educação social: uma viagem com crianças e adolescentes. Maringá: Clichetec; 2002.

Ribeiro GR, Dias CL, Carvalho AS. Educação Física na Escola: um meio para se educar. Colloquium Humanarum. 2014;11(Especial):865--71.

Mattos MGd, Neira MG. Educação Física infantil: construindo movimento na escola. São Paulo: Phorte; 2008.

Carvalho AS, Silva NGF, Abdalla PP, Cunha LA, Mantovani AM. Benefícios das habilidades motoras fundamentais na saúde das crianças: uma revisão narrativa. Revista CPAQV – Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida. 2020;12(2):1-11.

Gallahue DL, Ozmun JC, Goodway JD. Compreendendo o Desenvolvimento Motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. 7, editor. AMGH2013. 1-487 p.

Carvalho AS, Abdalla PP, Silva NGF, Garcia Júnior JR, Mantovani AM, Ramos NC. Exercício físico e seus benefícios para a saúde das crianças: uma revisão narrativa. Revista CPAQV – Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida. 2021;13(1):1-16.

Carvalho AS. Habilidades motoras fundamentais e nível de atividade física de crianças: um estudo com escolares do ensino fundamental Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo - USP; 2019.

Sember V, Jurak G, Kovač M, Morrison SA, Starc G. Children’s Physical Activity, Academic Performance, and Cognitive Functioning: A Systematic Review and Meta-Analysis. Frontiers in Public Health. 2020;8(1):1-17.

OBSERVAÇÃO: Os autores declaram não existir conflitos de interesse de qualquer natureza.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.