ESTRESSE E QUALIDADE DE VIDA DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

Heleise F. Oliveira, Fabio S Vieira, Kleber Adams dos Santos Leal, Claudio Novelli, Dayna Karina Goberna Noda, Helli R. F. Risso, Gustavo Celestino Martins, Leandro Borelli Camargo, Raul Marcel Casagrande, Ricardo Pablo Passos, Guanis de Barros Vilela Junior

Resumo


O estresse é fator central na promoção da qualidade de vida (QV) na sociedade pós moderna, notadamente em grandes centros urbanos, tornando-se importante encontrar indicadores sobre como este aspecto pode influenciar a qualidade de vida da diferentes populações. Objetivo: averiguar se o nível de estresse influencia na percepção da qualidade de vida de universitários. Métodos: A amostra, não probabilística e intencional foi constituída por 60 voluntários estudantes universitários (idade = 23,24±4,12). Os voluntários responderam  a  dois questionários,  a saber;  Whoqol  Breve  e  o  Estressômetro,  ambos  validados  para  a população brasileira. Foi realizada a correlação de Spearman entre cada domínio do Whoqol Breve e o nível de estresse, sendo adotado p≤0,05. Os resultados indicaram um elevado índice de estresse nos graduandos de uma universidade privada do estado de São Paulo, sendo o domínio social o que atingiu maior pontuação no questionário de Qv. Constatou-se também correlação moderada entre os resultados do estressômetro com os domínios físico e psicológico, e, correlação baixa com os domínios social e ambiental. Pode-se concluir que o estresse é uma variável que pode afetar a vida do ser humano, e para isso, é necessário que  o mesmo  tenha  atitudes,  comportamentos  e  práticas  que  visem  uma  qualidade  de  vida  satisfatória.

Palavras-chave


Qualidade de vida; estresse; Universitários

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.