TRATAMENTO FISIOTERÁPICO DAS FRATURAS PATELARES - REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Angelica Castilho Alonso, Marcelo Monteiro Carvalho de Paiva, Felipe Nunes Dionisio, Sérgio Ayama, Guanis de Barros Vilela Junior

Resumo


O tratamento fisioterapêutico para fraturas de patela não é amplamente descrito na literatura, talvez pela pequena porcentagem de casos. A literatura disponível, muitas vezes, coloca a fratura de patela incorporada em fratura de joelho ou poli traumas, elas representam 1% de todas as fraturas. Neste estudo o objetivo foi realizar revisão bibliográfica sobre fraturas de patela, os tratamentos utilizados, os métodos aplicados na reabilitação e as complicações. Métodos:Foi realizada uma revisão de literatura, em livros, estudos publicados  em  revistas  científicas  indexadas. Resultados:  O  tempo  de  reabilitação  no  pós-cirúrgico  é bastante controverso. Apesar dos autores descreverem os tratamentos fisioterapêuticos de formas diferentes, em geral elas se dividem em fases, onde a fase inicial tem objetivos de reduzir dor e edema com o uso de crioterapia, eletroterapia, relaxamento, alongamento de tríceps sural, mobilização articular e exercícios ativo e ativo assistido de flexo-extensão, inicio dos exercícios de fortalecimento isométricos e treino de marcha com descarga parcial. Na fase intermediária dá-se ênfase ao fortalecimento muscular em especial da musculatura quadricipital e não há um consenso sobre o início do treinamento sensório-motor que para alguns autores deve ser realizado na fase final do tratamento.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.