O ENSINO DOS ESPORTES COLETIVOS E AS PERCEPÇÕES CONCEITUAIS E ATITUDINAIS DOS ESCOLARES

Ademir Testa Junior, Vinicius Armando Vianna Giacomini, Ana Beatriz Cardoso Domingues, Alcides José Scaglia, Gabriel Zanini

Resumo


Os esportes são conteúdos da educação física escolar que, dentre as inúmeras metodologias e didáticas para tal processo de ensino, os modelos analítico e global são comumente utilizados no seu ensino. Os modelos de ensino não apenas podem ditar a forma e ritmo do ensino do conteúdo, mas também irá formar o individuo em questões atitudinais e perceptivas, que por sua vez pode indicar como será o perfil comportamental desse indivíduo dentro da prática esportiva. Desse modo o presente estudo teve como objetivo analisar os métodos de ensino dos esportes e as percepções conceituais e atitudinais dos alunos sobre o esporte. Participaram 3 professores e 38 alunos de ambos os sexos, todos vinculados à 6 escolas públicas no município de Lençóis Paulista, a coleta de dados se deu in loco, utilizando questionário para professores e alunos, além do instrumento de observação da aula. Os resultados mostraram que os profissionais que participaram do estudo foram praticantes das modalidades lecionam, onde apenas um dos participantes relatou que compreendia a ideia global funcional. Com relação aos alunos foi observado que a maioria teve contato com o modelo analítico, sendo que apenas um grupo demonstrou conhecimento relacionado ao modelo global. Concluiu-se que há uma discrepância no que os profissionais do ensino dos esportes pensam sobre o que desenvolvem, e sobre as próprias intervenções pedagógicas. Por outro lado, os alunos independentemente da predominância metodológica que vivenciaram, entendem o esporte como algo relacionado à saúde, tendo preferência ao comportamento moral e a participação.


Palavras-chave


Educação física escolar; métodos de ensino; esportes

Referências


Brasil. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017.

Coll C, Pozo JI, Sarabia B, Valls E. Os conteúdos na reforma: ensino e aprendizagem de conceitos, procedimentos e atitudes. In Os conteúdos na reforma: ensino e aprendizagem de conceitos, procedimentos e atitudes (pp. 182-182), 2000.

Testa Junior A, Pereira IP, Dornelles GF, Claro RFT, Pellegrinotti ÍL. Métodos de enseñanza de los deportes colectivos y laconstrucción de las percepciones sobre elfútbol. Impetus, 2017, 11(2), 51-59.

Testa Junior A, Pellegrinotti IL. Relações e proposições entre os métodos de ensino analítico e global e as percepções dos seus praticantes sobre os conceitos relativos ao esporte. 2017, 8 (1), 51-59.

Gil-Arias A, Harvey S, Cárceles A, Práxedes A, Del Villar F. Impact of a hybrid TGfU-Sport Education unit on student motivation in physical education. PlosOne, 2017, 12(6), e0179876.

Evangelio C, Sierra Díaz J, González Víllora S, Fernández Río FJ. The sport education model in elementary and secondary education: A systematic review. Movimento, 2018, 24.

Menezes RP, Marques RFR, Nunomura M. Especialização esportiva precoce e o ensino dos jogos coletivos de invasão. Movimento, 2014, 20(1), 351-373.

Garganta JM. O ensino dos jogos desportivos colectivos. Perspectivas e tendências. Movimento (ESEFID/UFRGS), 1998, 4(8), 19-27.

Nascimento J, Ramos V, Tavares F. Jogos desportivos: formação e investigação. Florianópolis: UDESC, 2013.

Madeira DARI, Navarro AC. A escolha da metodologia de treinamento de futsal como ferramenta fundamental para a formação de atletas e estruturação do jogo como um todo. RBFF-Revista Brasileira de Futsal e Futebol, 2012, 4(14).

Vieira FF. Competição, motivação e esporte escolar. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019.

Moraes AGD. O ensino dos esportes coletivos nas atividades curriculares desportivas: a questão metodológica e expectativas dos professores e alunos, 2017.

O’Leary N. Learning informally to use the ‘full version’of teaching games for understanding. European Physical Education Review, 2016, 22(1), 3-22.

Broek GV, Boen F, Claessens M, Feys J, Ceux T. Comparison of three instructional approaches to enhance tactical knowledge in volleyball among university students. Journal of Teaching in Physical Education, 2011, 30(4), 375-392.

Dietrich K. Os grandes jogos: metodologia e prática. Ao livro técnico S/A, 1984.

Reis HHB. O ensino dos jogos esportivizados na escola. Dissertação (Mestrado em Educação Física) UFSM, Santa Maria, 1994.

Damasceno GJ, Teixeira DC. Métodos de treinamento empregado pelos treinadores nas escolinhas de futsal do município de Caratinga, MG e o desenvolvimento da inteligência tática. Lecturas: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, 2011, año 16, n. 156. Disponível em . Acesso em: 12/06/2020.

González FJ, Bracht V. Metodologia do ensino dos esportes coletivos. Vitória: UFES, Núcleo de Educação Aberta e a Distância, 2012.

Severino C, Gonçalves F, Darido S. A visão dos professores quanto ao processo de ensino e de aprendizagem do basquetebol nas aulas de Educação Física: a realidade de Volta Redonda/RJ. Movimento, 2014, 20, 1283-1304.

Bagnara IC, Fensterseifer PE. Intervenção pedagógica em Educação Física escolar: um recorte da escola pública. Motrivivência, 2016, 28(48), 316-330.

Barroso ALR, Darido SC. A pedagogia do esporte e as dimensões dos conteúdos: conceitual, procedimental e atitudinal. Journal of Physical Education, 2009, 20(2), 281-289.

Silva MV, Greco PJ. A influência dos métodos de ensino-aprendizagem-treinamento no desenvolvimento da inteligência e criatividade tática em atletas de futsal. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, 2009, 23(3), 297-307.

Tani G, Bastos FH, Basso L, de Souza CJF, Corrêa UC. Esporte: o fascinante palco de habilidades motoras. In Cuidar da casa comum: da natureza, da vida, da humanidade (pp. 153-164). Casa da Educação Física, 2018.

Pinho STD, Alves DM, Greco PJ, Schild JFG. Método situacional e sua influência no conhecimento tático processual de escolares. Motriz: Revista de Educação Física, 2010, 16(3), 580-590.

Armbrust M, da Silva ALA, Navarro AC. Comparação entre método global e método parcial na modalidade futsal com relação ao fundamento passe. RBFF-Revista Brasileira de Futsal e Futebol, 2012, 2(5), 3.

Bettega OB, Scaglia AJ, Reverdito RS, Galatti LR. Processo formativo de jovens no futebol: das transições do jogo para as transições da vida. In Cuidar da casa comum: da natureza, da vida, da humanidade (pp. 143-152). Casa da Educação Física, 2018.

Rossetto Junior A, Nunes TM. Aprendizado do Handebol: comparação de métodos de ensino do esporte. Coleção Pesquisa em Educação Física, 2014, 13(4), 47-56.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.