EFEITOS IMEDIATOS DE ELETROESTIMULAÇÃO NEUROMUSCULAR DO MÚSCULO QUADRÍCEPS FEMORAL SOBRE AS VARIÁVEIS HEMODINÂMICAS DE PACIENTES PÓS-CIRURGIA CARDÍACA EM VENTILAÇÃO MECÂNICA

Flávia Lobato Maciel, Sara Elly Dias Nunes, Vanessa Cristiny Coelho Lameira, Daniel da Costa Torres

Resumo


Este estudo tem como objetivo avaliar os efeitos imediatos da eletroestimulação neuromuscular do músculo quadríceps femoral sobre as variáveis hemodinâmicas de pacientes pós-cirurgia cardíaca em ventilação mecânica. Estudo do tipo observacional, transversal, descritivo e único centro. Onde foram selecionados 25 pacientes intubados há pelo menos 48h e internados na uti há 72h do gênero masculino, pós-cirurgia cardíaca com idade de 50 à 75 anos e Índice de massa corpórea (IMC) entre 18,5 e 29,9 Kg/m2 no período de junho de 2018. Foi realizada uma ficha de avaliação constituída por identificação, exame físico, parâmetros ventilatórios, sinais vitais e resultados de exames complementares. Apos a avaliação foi iniciado o protocolo de estimulação do quadríceps femoral, foram colocados bilateralmente no musculo quadríceps nas regiões proximais e distais das coxas eletrodos retangulares. Foi utilizado o estimulador entregue bifásico, simétrico Impulsos de 45 Hz, duração de pulso de 400 μs, duração de 6 segundos e 12 segundos fora. A intensidade média foi de 38 ± 10 mA (faixa 19 a 55 mA), durante 55 minutos. A estimulação foi feita apenas 1 vez ao dia.Os resultados não apresentaram valor significante observados nos efeitos imediatos da estimulação elétrica funcional do musculo quadríceps em pacientes no pós operatório de cirurgia cardíaca em uso de ventilação mecânica. No estudo realizado foi observado que não ocorrem alterações hemodinâmicas e metabólicas significativas, que possam interferir no estado clinico do paciente internado na unidade de terapia intensiva. Dessa maneira, assegurando a prática da técnica com efeitos imediatos utilizados pela fisioterapia.

Palavras-chave


Fisioterapia, Ventilação Mecânica, Eletroestimulação Muscular

Referências


Wageck B., Nunes G.S., Silva F.L., Damasceno M.C.P., Noronha M., Application and effects of neuromuscular electrical stimulation in critically ill atients: Systematic review. Med Intensiva. 2014; 38(7):444---454

Maffiuletti N A, Roig M, Karatzanos E, Nanas S. Neuromuscular electrical stimulation for preventing skeletal-muscle weakness and wasting in critically ill patients:a systematic review. BMC Medicine 2013.

Routsi C., Gerovasili V., Vasileiadis I., Karatzanos E., Pitsolis T., Tripodaki E., Markaki V., Zervakis D., Nanas S. Electrical muscle stimulation prevents critical illness polyneuromyopathy: a andomized parallel intervention trial .Critical Care. 2010, 14:R74

Segers J, Hermans G, Bruyninckx F, Meyfroidt G, Langer D, Gosselink R. Feasibility of neuromuscular electrical stimulation in critically ill patients. Journal of Critical Care 29 (2014) 1082–1088.

Mahle D, Borges T, Hopp MS, Wagner LE, Flores BC, Paiva DN, et al. Comparação do efeito agudo do exercício com a eletroestimulação funcional sobre o fluxo arterial periférico de indíviduos hipertensos e diabéticos: um estudo piloto. Cinergis [Internet]. 2016 [acesso em 2018 fev 13];17(4):276-281. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/8055/5343

Santos JL, Kushida CL, Souza AH, Gardenghi G. Analgesia por Estimulação Elétrica Transcutânea no Pós-operatório de Cirurgia Cardíaca. Rbsf [Internet]. 2015 [acesso em 2018 fev 13];2(2):15-23. Disponível em: http://seer-adventista.com.br/ojs/index.php/RBSF/article/view/655

OBSERVAÇÃO: Os autores declaram não existir conflitos de interesse de qualquer natureza.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.