ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL DE INSTRUMENTOS EM QUALIDADE DE VIDA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DO MÉTODO

Bruno Henrique Fiorin, Elizabete Regina Araújo de Oliveira, Rita Simone Lopes Moreira, Bráulio Luna Filho

Resumo


Introdução: A adaptação transcultural de um instrumento de qualidade de vida requer um único método para que todas as equivalências possam ser obtidas. Objetivo: Descrever a processo de adaptação transcultural em estudos de qualidade de vida. Metodologia: Trata-se de uma revisão sistemática. Como estratégia de busca foi realizado a associação entre os seguintes descritores: Adaptação Transcultural, qualidade de vida, questionário; Adaptação transcultural, qualidade de vida, instrumento; Instrumento, validação, qualidade de vida; questionário, validação, qualidade de vida. Resultados e discussão: Após seguir as etapas metodológicas foram incluídos 17 artigos na revisão. O referencial mais utilizado nos artigos foi o de Guillemin, seguido de Beaton e de Herdman, e dois artigos não apresentaram referencial teórico detalhado. As propriedades psicométricas não foi realizada em todos os estudos, sendo os testes de alfa de crobach, ICC, correlação de Spearman e Pearson os testes mais utilizados, nos quatro os estudos que não foi realizado os instrumentos foram considerados pelos seus autores validados. Considerações Finais: Cada etapa da adaptação transcultural precisa ser devidamente respeitada e todos os aspectos e quesitos precisam serem cumpridos. Uma etapa não realizada, um critério não cumprido ou um processo em desacordo pode fragilizar todo o processo, comprometendo a eficacia do instrumento.

Palavras-chave


Qualidade de vida, estudos de validação, questionário, revisão

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.