Contribuições para a qualidade de vida dos praticantes de bike indoor

Thiago Krzesinski, Guanis de Barros Vilela Junior

Resumo


O  presente  estudo  teve  como  objetivo  verificar  a  qualidade  de  vida  em praticantes da aula de ginástica RPM (Raw Power In Motion) e não praticantes. A amostra foi constituída por 38 pessoas, de ambos os sexos, de idade entre 18 e 50 anos. Foi aplicado o questionário internacional WHOQOL(World Health Organization Quality of Life) –Breve composto por 26 questões, o qual possui a finalidade de avaliar a qualidade de vida,  mensuradas atravez da determinaçãodo  coeficiente  de  CRONBACH,  a  pontuação  do  WHOQOL  Breve  foi  obtida atraves da sintase de WHOQOL Australiano.  O resultado obtido em média foi: “Não  Praticantes”,  Dominio  Físico  =  70,63,  Domínio  Psicológico  =   69,79, Domínio  Social  =  63,75,  Domínio  Meio  Ambiente  =  65,63.  Em  contra  partida dos  “Praticantes”,  Dominio  Físico  =  71,07,  Domínio  Psicológico  =   70,52, Domínio Social = 65,00, Domínio Meio Ambiente =  67,42. Em média nos quatro domínios  (físicos,  psicológico,  social  e  meio  ambiente)  estabelecidos  pelo questionario  os  praticantes  de  RPM  superaram  os  não  praticantes, principalmente nos quesitos “físicos” e “sociais” contudo tendo uma qualidade de vida superior. Com esses resultados foi comprovado que a aula de ginastica RPM  contribui  para  o  aumento  de  qualidade  de  vida  nas  pessoas  que  a praticam, não importando sua idade e nem o sexo.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.