INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NAS CIÊNCIAS DA SAÚDE

Ricardo Pablo Passos, Guanis de Barros Vilela Junior

Resumo


A Inteligência Artifcial (IA) e áreas correlatas têm se constituido como a nova fronteira da ciência e tecnologia, com impactos já presentes em nossas vidas. Por excelência, área de convergência de saberes oriundos da física, matemática, computação, neurociência, biologia, medicina, economia, marketing, dentre outras; é vista por alguns como uma mudança de paradigma crucial que anuncia um mundo e uma vida muito melhor. Por outro lado, existem pesquisadores que a veem com desconfança e temor, pois afnal, máquinas inteligentes poderiam escravizar os humanos. O objetivo deste artigo de revisão é refletir sobre alguns avanços da IA em várias frentes metodológicas. Métodos: foram utilizadas as bases Google Acadêmico e Pubmed para a seleção dos 43 artigos lidos e que continham os unitermos: Inteligência artifcial; Human movement; Neuromotor control e Neuroscience. Estes artigos possibilitaram uma discussão generalista sobre o tema, destacando detalhes metodológicos e conclusões promissoras sobre as possibilidades da IA na área da saúde.

Palavras-chave


Inteligência artifcial; Inteligência cognitiva; Saúde.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.