Relação entre o nível de atividade física e a percepção da qualidade de vida dos carteiros de Ponta Grossa - PR

Haelen Oliveira, Elton Gomes, Guanis de Barros Vilela Junior

Resumo


O  presente  trabalho  objetivou  conhecer  a  associação  entre  o  nível  de  atividade física e o nível da qualidade  de vida dos carteiros  da cidade de Ponta Grossa.  A amostra  é  composta  por 62  carteiros,  sendo  09  do  sexo  feminino  e  53  do  sexo masculino,  e  em  média  de  36  ±8,86  anos,  distribuídos  em  quatro  Centros  de Distribuição Domiciliar (CDD), o tempo de trabalho dos carteiros nos Correios foi de 9  ±6,99 anos. Foram ministrados dois questionários, o IPAQ-versão 6 e WHOQOLBreef,  para  nível  de  atividade  física  e  qualidade  de  visa  consecutivamente.  A comparação  entre  os  escores  do  WHOQOL  não  apresentou  diferença  estatística entre o nível de atividade física dos carteiros. Ou seja, no caso estudado ser mais ativo  fisicamente  não  influencia  nos  escores  de  qualidade  de  vida.  Isto  pode  ter ocorrido  devido  a  grande  parte  da  amostra  ser  fisicamente  ativa  e  não  ter  sido encontrado nenhum indivíduo sedentário.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.