A qualidade de vida do idoso: aspectos relacionados entre atividade física e capacidade funcional

Cristiano Nadal, Ana Claudia Castilho, Drieli Vieira, Michell Augusto Laurindo, Paula Fernanda Cellarius, Guanis de Barros Vilela Junior

Resumo


O  presente  estudo  objetivou  analisar  como  a  capacidade  funcional  afeta  a qualidade de vida de idosos praticantes de atividade física, na cidade de Ponta Grossa  –PR. Para realização do estudo fizeram parte da amostragem cerca de 31 idosos, de ambos os sexos; sendo 20 mulheres e 11 homens. Os dados foram obtidos através da aplicação  de um questionário  Escala  de Barthel.  A partir dos resultados  obtidos na pesquisa, a  média de idade do  grupo foi de 74,16 anos. A pontuação dos idosos variou de 70 a 100 pontos, com a média do grupo, variante  12;caracterizando assim uma dependência leve a um nível de  total  independência.  Dos  31  idosos  participantes,  13  deles,  o  que corresponde a 41,93% do total da amostra obtiveram pontuações entre 70 a 95 pontos, caracterizando uma dependência leve. Necessitando apenas de ajuda verbal  para  locomoção  ou  obtiveram  algum  acidente  ocasional  do  sistema urinário,  porém  sem  qualquer  prejuízo  em  suas  capacidades  funcionais.  Os resultados  da  pesquisa  nos  mostram  que  o  grupo  de  idosos,  praticantes  de atividade física, que participaram da pesquisa, apresentam suas capacidades funcionais em condições favoráveis, o que contribui de maneira significativa na melhoria de sua qualidade de vida.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.